Esoterismo, Lendas, Mitos, Parapsicologia, Auto-Ajuda. kiber-sitherc@sapo.pt

01
Set 10

 

            A tradição dos fachos remonta aos primeiros anos do povoamento da Madeira e, segundo os historiadores, tinha uma função militar e de vigilância. No entanto, com o evoluir dos tempos, os fachos perderam esse lado, mas continuaram a iluminar as festas religiosas em Machico. Os registos do princípio do século XX referem que estes fachos eram pequenas fogueiras resultantes da queima de pinhas.

 

            Actualmente, os fachos acendem-se na noite da vigília da Festa do Santíssimo Sacramento, que é sempre no último domingo de Agosto. É considerada, a par da Festa do Senhor dos Milagres, uma das mais importantes manifestações religiosas e comunitárias do concelho de Machico.

 

            Todos os anos na véspera da festa do Santíssimo Sacramento são acessos os fachos que o escritor Carlos Cristóvão definiu como “pequenas fogueiras feitas com pinhas, que tiveram origem no tempo das pilhagens dos corsários e que o povo, na sua simplicidade espontânea, acendia e continua a acender, mas em menor quantidade, na festa do Santíssimo Sacramento em Machico, para homenagear o Redentor”.

 

            Na actualidade as estruturas que corporizam as figuras alegóricas que se vêem nas encostas de Machico, continuam a ser construídas com varas de madeira que alguns dias antes da queima dos fachos, um grupo de jovens e adultos vão buscar à serra.

 

            Nalguns sítios da freguesia de Machico a prática dos fachos começou a dar sinais de inovação, um processo marcado pela substituição das estruturas de madeira por metálicas que permanecem inalteráveis, ano após ano. Esta mudança favorece o trabalho voluntário, havendo apenas que criar um perímetro de segurança em torno do facho, por forma, a evitar possíveis focos de incêndio em mato.

 

            Os fachos são concebidos com o recurso a materiais como: arame, pregos, óleo queimado e bolas de algodão. Os fachos representam figuras alegóricas com letras, nomes e desenhos alusivos à festa.

 

PROF. KIBER SITHERC

 

 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 22:02

Que interessante

;)
Gaspas a 2 de Setembro de 2010 às 09:54

Exmo senhor,

É com enorme satisfação que encontrei no seu blog, referências à tradição dos fachos em Machico, a minha terra natal. O senhor demonstra um profundo conhecimento da tradição, mas na verdade, reconheço a minha escrita. O texto que você assina tem direitos de autor, agradeço que mencione a fonte bibliográfica.

Cumprimentos,

Albino Viveiros
Albino Viveiros a 13 de Agosto de 2014 às 12:39


contador
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


contador
pesquisar
 
mais sobre mim
blogs SAPO