Esoterismo, Lendas, Mitos, Parapsicologia, Auto-Ajuda. kiber-sitherc@sapo.pt

15
Set 10

 

            Júpiter tem principal acção a exaltação e a exteriorização de todas as forças, de todas as disposições do indivíduo.

 

            Júpiter dá a invenção, as iniciativas divertidas, todos os talentos do animador. No nativo do Leão, por natureza inclinado para o público, a galeria, os espectadores e os admiradores do seu triunfo, levando, aliás, a fazer todos os esforços úteis tendo em vista esse destino brilhante, Júpiter trás a glória, o brilho, a celebridade, a fortuna, tudo o que se pode esperar da vida material, intelectual, afectiva. 

 

            Somente, talvez, a vida espiritual seja menos influenciada. Exaltando, amplificando, apressando o desenrolar do destino, Júpiter desenvolve tudo o que a aplicação, a constância, a perseverança, a organização e a vontade podem obter da vida.

 

            Com aspectos negativos revela exibicionismo e vaidade; delírios de grandeza. Amores e efeitos pirotécnicos, manifestados de forma extraordinária. Apreciam a popularidade, a ostentação e o luxo.

 

            Se o indivíduo, no entanto, por força de outras influências, não corresponde a este tipo puro do “Leão”, se sente faltar-lhe as forças, se é inseguro, hesitante ou tímido, timorato e confuso, Júpiter já não se acha em harmonia, e a sua influência é contrariada.

 

            A presença do planeta da expansão e da grandeza tem, neste caso, uma influência bem diferente: em vez de ser jovial, ter-se-á um outro mal instalado na vida e em desacordo com o seu próprio destino, sempre à espreita de desenvolver um estado de crise, que pode exteriorizar-se por acessos de cólera furiosa, mais ou menos justificada. É o desespero do falhanço, é a contrariedade perante os obstáculos, que serão ampliados pelo planeta, sem sucesso nem glória.

 

            Com aspectos positivos revela um coração magnânimo e benfeitor. Irradiação pessoal. Aptidões estéticas, pedagógicas e interpretativas. Felizes relações com os filhos. Jovialidade, sentido de justiça e grande confiança em si mesmo.

 

            Se o indivíduo é verdadeiramente um forte, um ser que toma nas mãos o seu destino e que não cede à fatalidade, mas que a domina, Júpiter traz um alargamento da personalidade, dá-lhe horizontes elevados, ideias gerais, uma genial previsão do futuro, o sentido das grandes acções, por vezes até o dom da obra-prima. Um artista, sob esta influência, torna-se um génio. Um oficial torna-se um estratego; um sábio salvará a humanidade.

            Unir Júpiter e o signo do Leão é unir a grandeza ao brilho.

 

PROF. KIBER SITHERC

 

 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 21:25


contador

contador
pesquisar
 
mais sobre mim
blogs SAPO