Esoterismo, Lendas, Mitos, Parapsicologia, Auto-Ajuda. kiber-sitherc@sapo.pt

16
Out 10

 

             A Vila de Tortosendo é uma freguesia portuguesa do concelho da Covilhã, com 19,23 km² de área e cerca de 8 000 habitantes (Maio de 2009). Densidade: 416 hab/km². Segundo vários historiadores e académicos as primeiras marcas da presença do Homem nestas paragens serranas remontam aos finais do século VII, início do século VIII, aquando da passagem dos Godos pela Península Ibérica.

 

            As origens do Tortosendo perdem-se nos tempos. Não se pode afirmar que o Tortosendo existisse na época romana ou goda. Quanto ao nome, existem de facto indícios que seja de origem goda, enquanto que a lenda o atribui a um homem de nome "Zendo" que, segundo se diz, era torto.

 

            Tudo leva a crer que o Tortosendo surgira no início da nacionalidade, sabendo-se de certeza que em 1320 já existia como aglomerado populacional. O documento mais antigo que se refere ao Tortosendo é o "Catálogo de todas as igrejas, comendas e mosteiros que havia nos reinos de Portugal e Algarve pelos anos de 1320 e 1321 com a lotação de cada uma delas". Consta deste documento que o Papa João XXII por uma Bula datada de 23 de Maio de 1320 concedera ao Rei D. Dinis, por dois anos, a décima das rendas eclesiásticas do reino. É neste documento que existe a referência a "Tortuzendo" com duas igrejas: S. Maria e S. Miguel.

 

            Conta a lenda que em Tortosendo que há muitos, muitos anos, existia uma casinha térrea e pequena e que dentro vivia uma família boa, unida mas pobre. O pai madrugava para ir cavar a terra dura, os irmãos guardavam as ovelhinhas, a mãe limpava, cozia e tratava da panela, e ela, a irmã doente e aleijada, triste e só lá ficava encostada à velha Oliveira. Mas um dia deslumbrada viu sentada num dos ramos mais baixos da oliveira uma senhora bela e irradiante que, sorrindo, lhe estendeu um objecto desconhecido e assim falou:


            - Minha filha, pára com a tua tristeza e pega nesta roca com que passarás teus dias a fiar. Embora doentinha e torta, sendo amiga de ajudares teus pais, contribuirás assim para o bem-estar da tua família e com o teu exemplo, que se propagará, para o progresso da tua terra!


            Teria vindo deste acontecimento o nome de "Tortasendo" que daria mais tarde "Tortosendo", com o seu desenvolvimento da indústria de fiação e têxtil e a sua devoção a Nossa Senhora da Oliveira.

 

PROF. KIBER SITHERC 

 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 14:25


contador
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


contador
pesquisar
 
mais sobre mim
blogs SAPO