Esoterismo, Lendas, Mitos, Parapsicologia, Auto-Ajuda. kiber-sitherc@sapo.pt

22
Dez 10

 

            A origem não é clara, mas tem o seu nome no aspecto que dá quando é apresentada à mesa. Uma amálgama de cores e pedaços de comida todos envolvidos uns com os outros, tendo o bacalhau formas de pedaços cortados ao acaso com as mãos, como se acabasse de se rasgar.

 

            A roupa-velha é um prato típico do norte de Portugal, em que se aproveitam os restos da consoada que já se fez mais abundante para que a roupa-velha possa ser feita no almoço do dia de Natal.

 

            Também há quem faça em vez do bacalhau as carnes vermelhas. Há quem chame a receita com o bacalhau “farrapo-velho” e à “roupa-velha” a substituição da carne. Mas o nome mais usual do norte de Portugal é a chamada: roupa-velha.

 

            Preparação:

 

            Cortam-se aos bocadinhos a couve, o bacalhau e as batatas que sobraram da consoada.

            Picam-se alguns dentes de alho e alouram-se em azeite. Juntam-se as couves, o bacalhau e as batatas, mexe-se e deixa-se ao lume apenas o tempo necessário para aquecer bem.

 

            Depois é só servir. Bom apetite!

 

PROF. KIBER SITHERC

 

 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 01:43


contador

contador
pesquisar
 
mais sobre mim
blogs SAPO