Esoterismo, Lendas, Mitos, Parapsicologia, Auto-Ajuda. kiber-sitherc@sapo.pt

15
Jan 11

 

            A astrologia é uma das artes mais antigas da China e existem registos de que ela surgiu há mais de 5 mil anos. Hoje, ela é praticada por todos e têm grande importância na vida dos chineses.

 

            O horóscopo chinês se baseia no ciclo lunar de 60 anos, sendo cada ano regido por um animal. Ele é diferente da nossa astrologia ocidental, que se baseia na órbita da Terra em torno do Sol.  

 

            Conta a lenda que, quando Buda atingiu o conhecimento supremo, ele mandou chamar todos os animais do mundo, para com ele celebrarem. Apenas doze compareceram, então, Buda ofereceu, a cada um deles como recompensa, um ano para reger. Estes são os doze animais que nós conhecemos hoje, como sendo os dos signos da Astrologia Chinesa: Rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro ou cabra, macaco, galo, cão, e porco. Assim ficou os doze signos pela ordem de chegada até aos dias de hoje.

 

             Na verdade estes doze animais já eram usados muito antes de Buda ter nascido. E não se limitam à Astrologia Chinesa. Também são usados no Tibete, na Indonésia, na Malásia e noutros países Asiáticos. Cada animal, com as suas características próprias, representa um determinado tipo de pessoa. Quem quer que os tenha escolhido, tinha, sem dúvida, o seu quê de psicólogo, pois conseguiu resumir nestes animais, e com grande exactidão, diversos tipos de pessoas.

 

            Há uma tradição chinesa que explica a ausência do gato, entre os 12 animais, diz, resumidamente, que: "Foi confiada ao rato a tarefa de convidar os animais para que se apresentassem ao Imperador de Jade para um banquete, onde seriam escolhidos os signos do zodíaco. O gato era um bom amigo do rato, mas o rato enganou-o, fazendo com que acreditasse que o banquete seria no dia seguinte. O gato dormiu enquanto o banquete era realizado, imaginando que só ocorreria no dia seguinte. Quando descobriu a verdade, prometeu ser o inimigo natural do rato pelas eras a partir dali."

 

            No início eram vinte e oito animais, um para cada dia do mês. Actualmente, e embora trabalhemos apenas doze animais, há outros factores que temos de ter em consideração. Cada pessoa é fruto da combinação de três animais: um para o ano, outro para o mês e outro para a hora do nascimento. E há mais: cada animal tem cinco variações distintas, que se baseiam no elemento que governa o ano de nascimento.   

 

            Os Animais Lunares

 

            O seu animal lunar fornece-lhe um conhecimento profundo acerca da forma como se relaciona com os outros. Suponha que, de acordo com o seu animal do ano, é Tigre activo e aventureiro, mas se o seu animal lunar é a Lebre. Exteriormente, poderá se corajoso e até imprudente (as características do Tigre), mas a Lebre Lunar revela-lhe que é muito calmo, sensível e intuitivo quando se relaciona com os outros (as características da Lebre). Se souber qual é o animal lunar do seu companheiro, poderá compreendê-lo melhor, através de uma perspicácia quase mágica.

 

            Os Animais Ocultos

 

            Depois precisa saber qual é o animal que corresponde à hora do seu nascimento. Na Astrologia Chinesa, o dia está dividido em doze secções de duas horas; cada uma dessas secções é regida por um animal em particular. Este animal dá-lhe a conhecer a sua verdadeira natureza, o seu Eu mais oculto. Suponha que é um Tigre, um Coelho Lunar e, pela hora, uma Serpente. A faceta que expõe perante o mundo é grandiosa e aventureira; na sua forma de se relacionar com os outros é sensível e intuitivo; mas o seu Eu verdadeiro, o mais oculto, é misterioso e profundo (características da Serpente) - de forma alguma aquilo que se esperaria de um Tigre.

 

            Os Cincos Elementos

 

            Na Astrologia Chinesa acredita-se que tudo o que existe no Universo é fruto da combinação de cinco elementos: Terra, Água, Metal, Madeira e Fogo; e que em tudo predomina um deles. Do mesmo modo, cada um dos doze animais é predominante um dos cinco elementos. Por exemplo, o Cavalo é um animal de Fogo, enquanto o Búfalo é um animal de água, estes são os seus elementos naturais. Não há animais da Terra - isto deve-se ao facto de os elementos se basearem numa orientação cardeal, e de a terra ocupar o centro. Da mesma forma que cada um dos animais tem o seu elemento natural. Imagine que nasceu em 1960: este é um ano do Rato e um ano do metal, o que faz de si um Rato de metal. E, assim, cada animal tem cinco tipos distintos, dependendo do ano do nascimento. Alguns anos poderão estar em harmonia com o elemento natural do animal, outros entrarão em conflito com ele. Por exemplo a água é ajudada pelo metal - imagine um balde de metal a carregar a água - e por isso, 1960 não é um mau ano para um Rato. No entanto, imagine um Rato nascido em 1996, um ano do fogo: o Rato do fogo terá que se esforçar bastante para manter os seus níveis de energia baixos, sob pena de o fogo do ano fazer ferver a água do animal.

 

            O elemento do ano será sempre o dominante, por isso, precisa de consultar o "ciclo da harmonia", para saber se o seu elemento natural e o elemento do seu ano estão a trabalhar a seu favor ou não.

 

PROF. KIBER SITHERC

 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 14:31


contador
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


contador
pesquisar
 
mais sobre mim
blogs SAPO