Esoterismo, Lendas, Mitos, Parapsicologia, Auto-Ajuda. kiber-sitherc@sapo.pt

19
Nov 09

 

            Luis Mariano (1914 – 1970). Nasceu em Irun, no País Basco no dia 13 de Agosto de 1914. A sua família mudou-se para França no inicio da Guerra Civil Espanhola.
            Foi um extraordinário tenor popular de expressão francesa que atingiu o auge da sua carreira em 1946 com “La belle de Cadix”. Ele apareceu no filme “As aventuras do barbeiro de Sevilha”, em 1954; e “Le Chateur de Mexico em 1957.
            Morreu em Paris no dia 14 de Julho de 1970.
 
            Magali Renard é uma mulher de negócios que, em conjunto com o seu marido, explora uma cadeia de restaurantes na Suíça. A referida senhora e o canto Luis Mariano conheciam-se desde a infância, porque a sua tia e os pais do falecido cantor eram íntimos amigos. Os jornalistas citavam como dado interessante a coincidência de terem ambos nascidos a 13 de Agosto, acaso que parecia uni-los ainda mais.
 
            Segundo a revelação feita pela senhora Renard, Luís Mariano falou com ela “depois da sua morte”. Diz a senhora: “Chamou-me e ouvi perfeitamente a sua voz do além-túmulo”. Naquele dia 14 de Julho, a senhora Renard encontrava-se na estrada a caminho de Berna. Pelos vistos, tinha ido visitar o seu grande amigo moribundo ao hospital e é natural que a tristeza daquela visita a acompanhasse naquela altura. Guiava o carro do seu marido que, para a distrair dos seus tristes pensamentos, entoava uma canção em voga. Mas, de súbito, a mulher sentiu uma violenta dor de cabeça, como uma picada, e “uma corrente de ar gelado deu-lhe a sensação de que o sangue lhe parava nas veias”. Foi então que escutou a voz de Luis Mariano como se realmente estivesse junto deles no carro. “Era uma voz entre baixa e longínqua que chamava pelo meu nome. Era uma voz imperceptível, mas que reconheci, sem sombra de dúvida, e que informou de que “naquele preciso momento” deixava o mundo. Falou-me da morte, de como se sentia resignado, e deu-me o seu último adeus…” A senhora Renard consultou o relógio e viu que eram meia-noite menos dez. Pois, exactamente à mesma hora, a muitos quilómetros de distância, Luis Mariano expirava na cama do Hospital Geral.
 
            Foi um caso muito divulgado na imprensa, em 1970. Foi um fenómeno chamado pela Parapsicologia de Sugestão Telepática (Telebulia).
 
PROF. KIBER SITHERC
 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 21:54

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
favoritos

A ORIGEM DO RISO

mais sobre mim
blogs SAPO