Esoterismo, Lendas, Mitos, Parapsicologia, Auto-Ajuda. kiber-sitherc@sapo.pt

21
Jan 10

 

            O homem não é o único que exerce a fascinação visual.
            Os animais também gozam desta faculdade. Há alguns que se servem do olhar como uma arma defensiva e ofensiva. Como exemplo frisante temos o gato que fixa insistentemente o rato antes de o apanhar. O mesmo sucede com algumas aves de rapina, que esvoaçam sobre a vítima até fazer cair num estado de torpor tal que não podem fazer qualquer movimento.
 
            As cobras, principalmente exercem um grande poder com o olhar. Tem-se visto pessoas hiper-sugestionáveis deixarem-se prender facilmente pela atracção misteriosa dos seus olhos hipnóticos. O caso que se segue foi passado com Sir W. W. Atkinson.
 
            “… Passando por entre algumas árvores, dei com os olhos numa cobra e comecei a fitá-la atentamente. Tinha ela cerca de dois pés de comprimento e os seus olhos brilhavam como dois diamantes. Durante algum tempo não vi mais do que aqueles olhos terríveis que, luziam e apresentavam ao meu olhar espantado, todas as cores do prisma. Passado um momento, a cobra pôs-se em fuga, parecendo ansiosa por se ver longe de mim. Não sei dizer se o laço magnético que, me ligava aos meus olhos, fora quebrado por mim… tudo o que me lembro agora, depois de passados trinta e cinco anos, é que não senti receio ao dar com ela”.
 
            O sapo vulgar também tem grande poder. Um certo estudante de hipnotismo querendo um dia verificar até que ponto ia o poder do seu olhar, pôs-se a fitar persistentemente um sapo que encontrou no jardim de sua casa; sentiu que pouco a pouco um poder extraordinário ligava os seus olhos aos do animal, ao mesmo tempo que um entorpecimento gradual se ia apoderando do seu corpo. Foi preciso fazer um grande esforço para quebrar o laço de simpatia. Sobreveio-lhe uma fortíssima dor de cabeça que persistiu por algumas horas.
           
            Contudo, também não há dúvida de que o homem pode ser fascinado pelo olhar de um leão ou de um tigre. Acontece que caçadores principalmente, ao enfrentarem um desses animais, sentem-se como que atraídos com o olhar do leão ou do tigre, ficando até imobilizados de tal maneira que acabam por ser mortos e devorados. E, contudo, trata-se duma forte sugestão através apenas do olhar da fera e, da sua conhecida reputação de possuir enorme e irresistível força.
 
PROF. KIBER SITHERC
 

 

 

 

 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 15:35

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
favoritos

A ORIGEM DO RISO

mais sobre mim
blogs SAPO