Esoterismo, Lendas, Mitos, Parapsicologia, Auto-Ajuda. kiber-sitherc@sapo.pt

23
Jan 10

 

            Uma gazela encontrou um caracol e disse-lhe:
             - Tu, caracol, és incapaz de correr, só te arrastas pelo chão. - o caracol respondeu:
            - Vem cá no Domingo e verás!
 
            O caracol arranjou cem papéis e em cada folha escreveu: "Quando vier a gazela e disser "caracol", tu respondes com estas palavras: "Eu sou o caracol"". Dividiu os papéis pelos seus amigos caracóis dizendo-lhes:
            - Leiam estes papéis para que saibam o que fazer quando a gazela vier.
            No Domingo a gazela chegou à povoação e encontrou o caracol. Entretanto, este pedira aos seus amigos que se escondessem em todos os caminhos por onde ela passasse, e eles assim fizeram. Quando a gazela chegou, disse:
            - Vamos correr, tu e eu, e tu vais ficar para trás!
             O caracol meteu-se num arbusto, deixando a gazela correr.
 
            Enquanto esta corria ia chamando: "Caracol!"
            E havia sempre um caracol que respondia:
            - Eu sou o caracol.
            Mas nunca era o mesmo por causa das folhas de papel que foram escritas e distribuídas.
 
            A gazela, por fim, acabou por se deitar, esgotada, morrendo com falta de ar. O caracol venceu, devido à esperteza de ter escrito cem papéis.
 
            Esta lenda moçambicana, tem um sábio comentário, que adverte na utilidade de saber escrever: "Como tu sabes escrever e nós não, nós cansamo-nos, mas tu não. Nós nada sabemos!"
 
PROF. KIBER SITHERC
 
kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 00:38

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
favoritos

A ORIGEM DO RISO

mais sobre mim
blogs SAPO